Tel.:55(11)
3858-6755

Lã de Vidro, São Paulo

Graças a seus baixos coeficientes de condutividade térmica, combinados com espessuras e densidades adequadas, a lã de vidro é conhecida como excelente isolante térmico de equipamentos industriais, dutos de ar condicionado, caldeiras, fornos, tubulações, telhados, suportando altas temperaturas.

Por ser um material fibroso, a lã de vidro também é um dos melhores materiais para o tratamento acústico.



Produtos

Construção Civil / Ar Condicionado
 
Indústria
Isoflex
 
Calhas (Tubos Bi-partidos)
Flexliner
Painéis
Climaver
Mantas MI
Rollisol
 
Lã Branca
Wallfelt
Feltros FSB
Facefelt
 


Características Comuns a todos os Produtos

- Suporta temperaturas até 450°C (produtos resinados) e 550° (produtos isentos de resinas)
- Alto poder de isolação térmica
- Excelente absorção acústica
- Não propagam chamas
- São imputrescíveis
- Dimensionalmente estáveis mesmo em altas temperaturas
- Fáceis de recortar e aplicar
- Não absorvem umidade e não sofrem danos estruturais
- São inquebráveis, reduzindo as perdas nas obras
- Não são atacados por roedores ou insetos
- Não atacam as superfícies com as quais estão em contato
- Não depositam quando submetidos a vibrações
- Ausência total de partículas não fibradas



Saúde

Conforme relatório da International Agency for Research on Cancer  (IARC), órgão pertencente à Organização Mundial da Saúde da ONU, a Lã de Vidro foi classificada no Grupo 3 (Material não cancerígeno)



Lã de Vidro na Isolação Térmica


Mundialmente reconhecida como um dos melhores isolantes térmicos, a lã de vidro TEL deve este excelente desempenho ao ar imobilizado entre suas inúmeras tramas, o que dificulta os processos de trocas térmicas entre a superfície isolada e o ambiente industrial.

O resultado destas características proporciona à lã de vidro, coeficiente de condutividade térmica extremamente baixo que combinados com espessuras adequadas, propiciam o estabelecimento de ótimas resistências térmicas. A resistência térmica traduz a capacidade que um material tem em retardar o fluxo (passagem) de calor através de seu corpo. Quanto maior for o seu valor melhor será a isolação obtida.
A grande diversidade de densidade, formas e espessuras oferecidas pela lã de vidro, possibilitam o atendimento das mais diferenciadas gamas de necessidades de isolação na área industrial, combinando com o equilíbrio necessário entre o custo e o benefício.




 

A Lã de Vidro no Tratamento Acústico

Devido a sua versatilidade a lã de vidro TEL aplicada em acústica atua como um ótimo absorvente sonoro, sendo indispensável sua aplicação nos melhores sistemas de absorção acústica.


Absorção do Som

Quando uma onda sonora atinge uma superfície de lã de vidro, ela é amortecida e o seu retorno e/ou sua passagem ao ambiente a ser isolado é extremamente prejudicada. Este fenômeno é conhecido como absorção sonora. A aplicação de absorventes sonoros é extremamente útil na correção acústica de ambientes, tornando-os mais confortáveis, facilitando o entendimento das palavras e melhorando a clareza dos sons em geral. Pode-se ainda obter a redução do nível sonoro em alguns decibéis. Locais onde esteja presente uma condição de desconforto acústico podem provocar irritação e fadiga em seus ocupantes, com prejuízos sensíveis ao desempenho e satisfação na execução de todo tipo de atividade.

Absorção Sonora
 
Frequência (Hz)
   
125
 
250
 
500
 
1000
 
2000
 
4000
 
Coeficiente de absorção sonora
 
0,12
0,69
0,98
1,02
1,05
1,06
PSI 40x50 mm


Isolação do som

A transmissão dos sons de fora de um ambiente, ou vice-versa, ocorre entre outras formas através das paredes. A execução de paredes de grande massa, que atenuem a transmissão dos sons, limita-se pelas dificuldades construtivas e seu alto custo. A construção de sistema de paredes duplas, com lã de vidro no seu vão, substitui com vantagens as paredes pesadas. Este sistema construtivo é conhecido como massa-mola-massa, dificulta a transmissão dos sons graças a elasticidade da lã de vidro, impedindo ainda a formação de ondas sonoras estacionárias em seu interior.


Performance Térmica

Superfícies Cilíndricas (Tubulações)



Temperaturas(°C)
 
50
 
100
 
150
 
200
 
250
Coef. de condt (*)
0,030
0,033
0,037
0,041
0,046
 
Diâmetro Moninal em pol.
   
Diêmetro externo do tudo (mm)
 
E
 
Q
 
tff
 
E
 
Q
 
tff
 
E
 
Q
 
tff
 
E
 
Q
 
tff
 
E
 
Q
 
tff
 
½"
 
21
 
25
 
5
 
22
 
25
 
13
 
26
 
40
 
19
 
26
 
40
 
29
 
29
 
50
 
38
 
30
 
¾"
27
 
25
 
5
 
22
 
25
 
15
 
26
 
40
 
22
 
26
 
40
 
33
 
30
 
50
 
43
 
31
 
1"
34
 
25
 
6
 
22
 
25
 
18
 
27
 
40
 
25
 
27
 
40
 
38
 
31
 
50
 
48
 
31
 
1 ¼"
42
25
7
22
25
20
 
27
 
40
 
28
 
27
 
50
 
38
 
29
 
50
 
54
 
32
 
1 ½"
49
40
6
21
40
17
 
24
 
40
 
31
 
28
 
63,5
 
37
 
27
 
63,5
 
52
 
29
 
2"
60
40
7
22
40
20
 
24
 
40
 
35
 
28
 
63,5
 
41
 
27
 
63,5
 
58
 
30
 
2 ½"
76
40
8
22
40
23
 
25
 
50
 
36
 
26
 
63,5
 
47
 
27
 
75
 
61
 
29
 
3"
90
40
9
22
40
26
 
25
 
50
 
40
 
27
 
75
 
48
 
26
 
75
 
68
 
29
 
3 ½"
102
40
10
22
40
28
 
25
 
50
 
44
 
27
 
75
 
52
 
27
 
75
 
73
 
29
 
4"
114
40
10
22
40
31
 
25
 
63,5
 
40
 
25
 
75
 
56
 
27
 
75
 
79
 
30
 
5"
140
50
10
21
50
31
 
24
 
63,5
 
47
 
26
 
75
 
64
 
27
 
75
 
91
 
30
 
6"
168
50
12
21
50
35
 
24
 
63,5
 
54
 
26
 
75
 
73
 
25
 
75
 
104
 
27
 
8"
220
50
15
21
50
44
 
24
 
63,5
 
66
 
26
 
100
 
73
 
26
 
100
 
103
 
28
 
10"
273
50
18
22
50
53
 
25
 
75
 
69
 
25
 
100
 
86
 
26
 
100
 
121
 
28
 
12"
325
50
21
22
50
61
 
25
 
100
 
64
 
24
 
100
 
98
 
26
 
100
 
139
 
28
 
14"
376
50
24
22
50
70
 
25
 
100
 
72
 
24
 
100
 
110
 
26
 
100
 
156
 
29



Temperaturas(°C)
 
300
 
350
 
400
 
450
Coef. de condt (*)
0,051
0,058
0,064
0,072
 
Diâmetro Nominal em pol.
   
Diâmetro externo do tubo (mm)
 
E
 
Q
 
tff
 
E
 
Q
 
tff
 
E
 
Q
 
tff
 
E
 
Q
 
tff
 
½"
 
21
 
50
  51   33   63,5   60   33   63,5   77   37   75   91   37
 
¾"
 
27
 
50
  57  
34
 
63,5
 
67
  34   63,5   86   38   75   101   38
 
1"
  34   63,5   58   31   63,5   75   35   75   89   35   75   112   39
 
1 ¼"
  42 63,5 64 32 75 78   33   100   87   31   100   109   34
 
1 ½"
  49 75 64 30 75 84   33   100   94   32   100   117   35
 
2"
  60 75 72 31 75 94   34   100   104   33   100   130   36
 
2 ½"
  76 75 82 32 100 92   31   100   118   34   125   132   33
 
3"
  90 100 78 29 100 101   31   15   115   31   125   144   33
 
3 ½"
  102 100 84 29 125 96   29   125   123   31   125   155   34
 
4"
  114 100 89 29 125 103   29   125   131   31   125   165   34
 
5"
  140 100 102 30 125 116   29   125   148   32   125   186   35
 
6"
  168 100 115 30 125 131   30   150   149   30   150   187   33
 
8"
  220 125 120 28 150 139   29   150   177   31   150   223   34
 
10"
  273 125 140 28 150 161   29   150   206   31   175   233   32
 
12"
  325 125 159 29 150 182   29   175   209   30   175   263   32
 
14"
  376 150 155 27 150 203   30   175   232   30   200   266   31
(*) Coeficiente de condutividade térmica em kcal/m.h. °C





Performance Térmica(Cont.):

Superfícies Planas (Equipamentos)




(*) Coeficiente de condutividade térmica em kcal/m.h. °C

Neotérmica Isolantes Térmicos e Revestimentos Metálicos Ltda
R. Relíquia, 300 São Paulo - SP | | Tel: (11) 3858-6755 | Fax: (11) 3857-4649